domingo, 31 de agosto de 2008

Esquizofrenia x Espiritismo, pesquisas no cromossomo 22.



Talvez minha experiência possa ajudar aqueles, que como eu, leigos, buscam uma explicação para a esquizofrenia, doença mental intrigante e obscura.
Tenho um primo de 45 anos há mais de 20 anos esquizofrênico.
Na última semana o que imaginávamos que nunca fosse acontecer explodiu: crise somada com violência.
Tive que forçosamente me envolver no assunto, procurar auxilio profissional e internar meu primo. Não ficando sossegado fui procurar explicações para essa doença, considerada a doença mais cara do mundo pela organização mundial de saúde.
Descobri que 1% da humanidade é esquizofrênica e que a ciência não tem muita noção do que seja a doença.
O esquizofrênico, quase que invariavelmente escuta vozes, que no jargão médico chama-se comandos. Seria tal e qual ordens do eu interior comandando a vida exterior do doente, com uma diferença: não há qualquer filtro ou raciocínio no que se vai falar ou fazer, faz-se o que é despejado para o mundo real.
As famílias mais confusas e ignorantes ainda, passam a sonhar com uma possível cura, pois o choque da doença no meio familiar é terrível, mas não há cura.
A doença caracteriza-se pela falta de censura do doente em relação aos pensamentos. Caso o doente veja uma pessoa terrivelmente feia, é possível que diga a ela o quanto ela é feia. Não há padrão de sociabilidade, pois tudo o que se pensa se fala, acrescentando os delírios de pensamentos que surgem no íntimo. Seria como materializar em atos e palavras tudo o que surge no cenário insólito do pensamento.
Seria como os devaneios e viagens experimentadas por dependentes em drogas alucinógenas, falando e interagindo com o mundo real como se tudo e todos fizessem parte do cenário do drogado.
Espíritas relacionam a doença como uma ligação entre outras dimensões, relacionando a possibilidade do doente estar vivendo agressões de inimigos de outras vidas.
A situação que pode regular a vida dos doentes é a manutenção constante de drogas que os estabilizem, alinhando a química cerebral para que os efeitos da doença não se manifestem; isto é para a vida toda.
Não há cura conhecida para a doença, mas o doente pode ser sociabilizado e mantido quase que linearmente perfeito por toda a vida.
Voltando ao meu primo, conseguimos interná-lo em um centro de tratamento aqui em São Paulo, ligado à Santa Casa de Misericórdia, que hoje é um dos centros de excelência do país no tratamento psiquiátrico.
Lá não só tratam-se os efeitos imediatos de uma crise, mas é desenvolvido trabalhos de sociabilização do doente, que ao longo do tempo fica adaptado a viver sem traumas.
Sei apenas que a situação é extremamente difícil, que a falta de resultados rápidos deixam-nos agoniados.
O Cromossomo 22 é hoje o centro da atenção mundial em termos de pesquisa. Lá está à origem da doença e a sua futura solução.
Muitos pesquisadores voltados a desvendar o enigma da doença, garantem que em médio prazo se conhecerá a sua constituição e que através dela, a cura virá.
Até então, sugiro a todos procurarem centros de excelência de tratamento para que os males dessa doença sejam minimizados tanto no paciente como na família.
A doença com suas variâncias pode ser leve ou extremamente dura, com conseqüências que podem culminar com o suicídio do doente ou com atos de violência extrema, normalmente com mortes.
A doença é seria e não pode ser desprezada ou mascarada pelas famílias.
Lá em casa as pessoas que tinham o contato diário com ele falavam que era normal, nada a preocupar, até que ele agrediu uma septagenária.
Cuidar de doentes em crise é coisa para profissionais e não para leigos.
Fico a disposição para informar o que vi e já conseguimos no progresso da melhora do doente.

2 comentários:

  1. Sempre fui um pessoa solitária mesmo nao estando isolado do mundo! Aos 23 anos sofri um acidente de carro e tive um traumatismo craniano, que provocou um coma de um mês e a perda parcial do meu lado esquerdo... Parecia que esse seria um caminho arduo! Voltei falando "pelos cotovelos" ao contrario de antes... Descobri faz um ano, que era o primeiro sintoma após o acidente de um transtorno bipolar de humor! Tem tratamento complicado, mas descobri que os pensamentos de "terceiros" na minha cabeça nao eram normais, era esquizofrenia. Fui a um psiquiatra e ele me receitou carbolithium, um inibidor de humor... Os pensamentos pararam, as depressoes curtas e profundas diminuiram. Mas nao me aconselharam que eu deveria ter acompanhamento psicologico... E minha familia quer distancia de problemas delas (somos uma familia de egoístas)! Os pensamentos começaram a me fazer falta e abandonei o carbolithium e mudei para o carbamazepina... Hoje nao me medico, inibidores de humor me machucam na alma!
    Me vigio diariamente, ainda os pensamentos nao voltaram, mas vao. Voltei a ver sombras ontem e a ter insonias antes de ontem (ha 4 que parei a medicaçao)...
    Nunca fui violento e sei que as chance de ter uma crise violenta futura é grande ou de cometer um suicidio ou... E que as chances de eu ter uma qualidade de vida se me tratar sao pequenas, mas esquizofrenico em tratamento é um esquizofrenico enjaulado! Quando eu nao conseguir mais viver minha vida... Me isolarei, mas ainda nao me passa a ideia de sucidio!
    A esquizofrenia e o transtorno bipolar de humor sao desordem psiquiatricas, mas nunca se deve esquecer que quem as tem, sao pessoas... Que querem como todos, estarem felizes!
    Se colocar alguem proximo numa "jaula" atravez de medicamentos, evita que o portador se machuque ou aos outros... Entendo! Mas nunca se deve nem insinuar que fez isso porque quer o melhor pra o portador (a) de transtormo psiquiatrico... Essa escolha é a menos dificil para quem se compromete!
    Eu nao queria estar do outro lado!
    "Independecia ou marte!"

    Frank

    ResponderExcluir
  2. fé em Deus... nunca perder a FÉ EM DEUS.


    ESPERO QUE ISSO POSSA TER CURA! FÉ NAO FALTA PARA TODOS. QUE DEUS ILUMINE TODAS ESSAS PESSOAS QUE SOFREM DISSO. QUE DEUS AJUDE TODAS ESSAS PESSOAS. NAO PERDER A FÉ, MANTER O EQUILIBRIO. A FAMILIA TEM Q SER FORTE. NÃO DEIXAR QUE ESSA DOENÇA DOMINE AS PESSOAS. QUE DEUS NAO DEIXE DOMINAR NOSSAS MENTES. QUE PURIFICA AS NOSSAS ALMAS, E PERDOE NOSSOS PECADOS! LIMPE E PURIFIQUE... TIRE A CONFUSÃO, O TRANSTORNO, O DESESPERO, JESUS OPERE NA VIDA DE TODOS E FAÇA UM PROCESSO DE RESTAURAÇÃO NA VIDA DESSAS PESSOAS, ORGANIZANDO A MENTE, RESTAURANDO A VIDA, E COM O TEMPO... FAÇA COM QUE ESSAS PESSOAS LARGUEM OS REMEDIOS PSIQUIATRICOS E VOLTEM AO NORMAL, QUE FECHE A CAIXA DE PANDORA, QUE FAÇA ENTRAR EM SINTONIA COM O NOSSO MUNDO, QUE OS ESPIRITOS NAO HAJAM LENDO A MENTE E DESGRAÇANDO A VIDA DESSAS PESSOAS. QUEM TEM FÉ SENHOR, FAÇA UM PROCESSO DE RESTAURAÇÃO. POIS O SENHOR DEUS É O UNICO QUE SABE DESESPERO E O SOFRIMENTO DESSAS PESSOAS, SENHOR PEÇO QUE AJUDE, PARA ESSAS PESSOAS PARAREM DE PROCURAR O PORQUE DO PORQUE DOS PSIQUIATRAS, OS REMEDIOS AJUDAM, AJUDAM, MAS O ESPIRITUAL MAIS AINDA, ENTAO TENHAM FÉ NO SENHOR... O FARDO É PESADO, MAS TEMOS QUE IR PARA O REINO DOS CÉUS, TALVEZ CARREGAMOS O FARDO PELA VIDA INTEIRA, MAS QDO TEMOS FÉ... O FARDO VAI CAINDO AOS POUCOS. PASSEM ISSO A ESSAS PESSOAS.

    POIS tenho isso. e a unica pessoa que entende é o Senhor. nenhum médico terreno entende isso.
    acreditem na vida espiritual. mande isso para essas pessoas. obrigado e fiquem com Deus

    esportiva.palmeiras@gmail.com

    ResponderExcluir