sexta-feira, 19 de dezembro de 2008


Um exemplar da arquitetura de Ramos de Azevedo no Jaçanã.


Projetado e construído por Francisco de Paula Ramos de Azevedo, o Hospital Geriátrico D. Pedro II é um marco na paisagem urbana do bairro.
O Hospital Geriátrico D. Pedro II, localizado no bairro do Jaçanã, é um exemplar de arquitetura hospitalar do início do século XX. Projetado e construído por Francisco de Paula Ramos de Azevedo, é um marco na paisagem urbana da área.
A idéia de implantação de um asilo para mendigos e idosos na cidade remonta a 1874, quando a Câmara Municipal entrou em entendimento com a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Em 4 de julho de 1885, o Asilo começou a funcionar no prédio ocupado até então pela Santa Casa, na rua da Glória, contando com o trabalho das irmãs de São José e um auxílio mensal da Câmara.
Com o tempo, o número de internos aumentou e a instituição ficou pequena. Em 1906, um novo asilo começou a ser construído na chácara do Guapira - como era conhecido o atual bairro do Jaçanã. No terreno, pertencente à irmandade, já funcionava a Colônia dos Lázaros, lá localizada devido à distância do centro da cidade, já que na época a hanseníase provocava um grande medo na população e os doentes viviam isolados.
O novo prédio foi inaugurado em 2 de julho de 1911, contando com a presença do Bispo Diocesano e do Presidente do Estado, entre outras autoridades. A comitiva chegou ao local num trem da Tramway da Cantareira. Nessa ocasião, o asilo contava com 137 internos. Com o passar do tempo, a instituição passou por transformações. Atualmente denominada de Hospital Geriátrico D. Pedro II, ainda é vinculada à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Por sua importância histórica e arquitetônica, encontra-se em processo de tombamento.

Fonte: Departamento do Patrimônio Histórico (DPH)

Nenhum comentário:

Postar um comentário