domingo, 4 de janeiro de 2009







Eu e meus filhos passamos pelo momento em decidir em doar ou não os órgãos de alguém que amávamos.



Naquele momento lembramos que era ela que havia decidido

Nenhum comentário:

Postar um comentário