terça-feira, 21 de setembro de 2010

A bofetada do ano.




Texto retirado de uma apresentação do Power Point sem autoria que recebi por e-mail.


Brasileiro sempre teve mania de reclamar dos seus governantes.
Reclamava dos administradores das Sesmarias e das Capitanias Hereditárias; dos governadores gerais e dos imperadores.
Reclamava dos presidentes da Velha República e da República Velha, dos militares, de Sarney, de Collor, de Itamar, de FHC, de Lula... Só não reclamaram de Tancredo Neves porque morreu antes da posse!

Acabamos de eleger novo presidente, novo governador, novos deputados...Ou os mesmos!
Mas continuamos a reclamar.

Sabe por quê?

Porque o problema não está nos deputados, senadores, presidente, governador, prefeito, funcionário ...

O problema está naquele que reclama: você e eu; nós!
O problema está no brasileiro.
Afinal, o que se poderia esperar de um povo que sempre dá um jeitinho?
Um povo que valoriza o esperto e não o sábio?
Um povo que aplaude o vencedor do Big Brother, mas não sabe o nome de um escritor brasileiro?
Um povo que admira o pobre que fica rico da noite para o dia?
Ri quando consegue puxar TV a cabo do vizinho?
Sonega tudo o que pode e, quando pode, até o que não pode!?
O que esperar de um povo que não sabe o que é pontualidade?
Joga lixo na rua e reclama pela sujeira?
O que esperar de um povo que não valoriza a leitura.
O que esperar de um povo que finge dormir quando um idoso entra no ônibus?
Prioriza o carro ao pedestre ou ao ciclista?
O que dizer de um povo que elege o Maluf de novo? Que elege um Clodovil?
O problema do Brasil não são os políticos: são os brasileiros!
Os políticos não se elegeram: fomos nós que votamos neles.
Político não faz concurso, ganha votos: o seu e o meu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário