terça-feira, 21 de setembro de 2010


Mais de 52 mil vagas de emprego estão
abertas em São Paulo; veja o mapa

Podem concorrer candidatos alfabetizados, com ensino médio ou diploma universitário
Do R7
Publicidade
Estão abertas 52.228 vagas de trabalho no Estado de São Paulo, para vários cargos - como costureiro, gerente de vendas, agente de viagem, pedreiro, faxineiro, engenheiro civil e professor. Podem concorrer candidatos de todos os níveis de escolaridade.
Mais da metade dos postos de emprego (33.058) estão na capital paulista e na Grande São Paulo, o que dá aos habitantes da metrópole mais chances de saírem trabalhando de um processo seletivo.
As vagas divulgadas pelo R7 são oferecidas pelos dois principais centros de apoio ao trabalhador no Estado – o Emprega São Paulo, do governo estadual, e o CST (Centro de Solidariedade ao Trabalhador), ligado a sindicatos.
As oportunidades valem até a sexta-feira (24). A região com mais opções de trabalho no interior é a de Campinas, com 7.469 vagas abertas - sendo 50 para operador de telemarketing, 30 para vigilante, 35 para promotor de vendas, 75 para alimentador de linha de produção, 60 para carregador de armazém e 20 para motorista de caminhão.
Estado de SP
O Emprega São Paulo oferece, em todo o Estado, 36.805 vagas de emprego. Sorocaba é a segunda região com mais postos de trabalho no interior - são 21 vagas para eletricista (exige ensino fundamental), 50 para pedreiro (podem concorrer candidatos analfabetos), 30 para vendedor de porta em porta (é necessário ser alfabetizado) e 50 para faxineiro (exige ensino fundamental).
Na região de São José do Rio Preto, que inclui cidades como Catanduva e Votuporanga, há 1.328 vagas abertas - 50 para trabalhar na manutenção de edificações, 60 para embalador, 40 para motorista, dez para servente de obras e outras profissões.
No oeste paulista, somando as opções de trabalho em Bauru, Marília e Presidente Prudente, há 1.449 postos abertos. São 78 oportunidades para almoxarife, 25 para auxiliar de escritório, dez para atendente de farmácia e dez para garçom.
O comércio e a construção civil estão com centenas de vagas abertas na Grande SP. Boa parte das opções de emprego - como armazenista, que tem 429 postos de trabalho abertos - não exige experiência anterior.
site do Emprega São Paulo tem uma área para cadastros de quem deseja entrar na disputa. Também há vagas em cursos de capacitação, para quem quer arrumar trabalho. Mais informações pelo telefone 0800-7707378. 
Capital paulista
São 15.423 vagas oferecidas pelo CST na capital do Estado, São Paulo. Dessas, 312 são para pessoas com deficiência, 3.870 para candidatos de qualquer uma das regiões da cidade e 1.180 para a região metropolitana.
A zona sul, área com maior número de postos de trabalho (4.128, no total), paga entre R$ 515 (para operador de telemarketing, com 218 vagas) e R$ 1.600 (para mecânico de carro, cargo com dez vagas abertas). A maior oferta é para porteiro - 232 novos profissionais vão ser contratados, com salário entre R$ 576 e R$ 850. Para a maioria esmagadora das vagas (214) não é necessária experiência anterior.
Há outras 2.300 opções de emprego abertas na região central da cidade. Quase mil vagas são para operador de telemarketing, sendo que para metade (430 postos) não é necessária experiência anterior. É pré-requisito, no entanto, ter ensino médio - mesmo que seja incompleto.
Para quem não tem o ensino médio, há uma excelente opção: cinco vagas estão abertas para auxiliar de manutenção de prédio, e o salário chega a R$ 1.500. O problema é a exigência de experiência em trabalho na área.
Além das vagas por região determinada, há outras 4.470 para todas as áreas da cidade e mais 1.135 oportunidades para a Grande São Paulo. Para participar da seleção é preciso entrar no site do CST ou comparecer a um dos postos do centro, no bairro da Liberdade ou em Santo Amaro, nos endereços abaixo.
CST Liberdade
Rua Galvão Bueno, 782
CST Santo Amaro
Rua Barão do Rio Branco, 864

Nenhum comentário:

Postar um comentário