quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A histórica favela funerária


Com a chegada da polícia, um grupo de pessoas fechou a rua e ateou fogo em um carro
Com a chegada da polícia, um grupo de pessoas fechou a rua e ateou fogo em um carro
Recebidos a bala ontem, dia 07/09/2010, a polícia montou cerco e desbaratou um laboratório de refino de drogas.
O entrevero começou com um baile funk. A polícia foi até o local para restabelecer a ordem e foi atacada com pedradas
tiros de metralhadora e fuzil.
Nessa favela há anos, surgiu um justiceiro chamado Rivinha, que limpou a área matando bandidos e inocentes.
É caso antigo e mal resolvido. O Estado deve agir fortemente para preservar a vida de pessoas do bem que moram lá.

Um comentário:

  1. Em pesquisa recente ao site da prefeitura de São Paulo,pude ver a favela da funerária consta reurbanizada, será que ninguém se atentou a isto... uma fraude, devemos agir. Está é uma região importante para a cidade. Esta favela trava toda a circulação de veículos entre o parque novo mundo e a vila maria, sem falar dos assatos que ocorrem na marginal da dutra.

    ResponderExcluir