terça-feira, 20 de setembro de 2011

O alcoólatra e o plano superior.



Alma relutante um dia se fez dobrar e pedir ao plano superior que o ajudasse. Admitindo tamanha impotência diante do próprio controle da sua vida, desnudara-se diante a esse poder superior mostrando todas as suas falhas de caráter, de descontrole e de caos. Sua oração não era mais vaga, era uma confissão como nunca antes havia feito. Entregava seu destino a quem realmente poderia dar forças, amor e continuidade. Despojava-se dessa forma, de uma angústia interminável e inominável. Tinha que humildemente rever sua vida, a quem prejudicara, sobre suas perdas e derrotas. Começaria assim sua recuperação.




Sob a égide de um programa escrito por Deus, exercitaria um recomeço calcado a principio na constatação da sua impotência em relação ao álcool, de fazer um inventário criterioso da moral, do caráter e da própria vida. Tentar, desde que não causasse mal a ninguém, se desculpar junto aqueles que fizera sofrer das mais variadas formas. Em linha e unido determinadamente e inquebrantavelmente junto ao plano superior, conseguiria o que jamais tivera antes, A CORAGEM DE VIVER.
Os sonhos e planos absurdos, os ódios e rancores, já de alguma forma se distanciavam. A primeira vez que realmente sentia-se dono de seus atos e sóbrio, fortemente sóbrio.
Muitos jamais poderão crer que um farrapo, encolerizado homem poderia mudar, pois só a Deus e a quem quer isto é possível. Mas muitos estenderam a mão e um abraço, como se readquirissem novamente a confiança de um irmão, que há muito se distanciara.
Essa fortaleza é real, tão real que prevê inclusive as portas fechadas, os amores que foram desfeitos e que jamais serão recuperados. Mas forte e dono de si, com o plano superior alimentando-o dia a dia, hora a hora daria a ele a força de continuar. Continuar sem o ódio ou a raiva, pois aprendera a ter serenidade e compreender o que não poderia modificar.
Essa vida existe e está ao alcance de todos os que de alma quiserem estar junto ao plano superior. 
Conheça a irmandade dos alcoólicos anônimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário