quinta-feira, 24 de maio de 2012

Costumes Japoneses


Os costumes japoneses podem ser considerados estranhos aos brasileiros. Há diferenças um tanto complexas entre os costumes da sociedade japonesa e a brasileira. O que é normal e natural entre nós, brasileiros, pode ser considerado incompreensível ou mesmo absurdo entre os japoneses. 





Linguagem - Na sociedade japonesa é muito importante o uso correto de linguagem na relação entre superior e subordinado. O subordinado deve usar sempre uma linguagem mais polida. Já o superior poderá utilizar uma linguagem coloquial.


Nomes - Deve-se chamar outra pessoa sempre pelo sobrenome, seguido do sufixo san, que quer dizer senhor, senhora ou senhorita. Normalmente usa-se o nome ou apelido somente quando se tem autorização da pessoa para fazê-lo.


Cartões de visita - No Japão, a troca de cartões de visita (meishi) no primeiro encontro de negócios entre duas pessoas é praticamente obrigatório. O próprio impresso serve para esclarecer o cargo e a posição hierárquica da pessoa.


Um detalhe ao qual os brasileiros às vezes não dão atenção: o meishi deve ser entregue com as duas mãos e quem o recebe deve fazer o mesmo. Ele não deve ser dobrado ou usado para anotações, mas conservado à vista durante todo o encontro.


Celulares - Muitos costumes milenares do Pais do Sol Nascente tem sido transmitidos de geração para geração, recebendo as adaptações necesssárias a cada época. Nos últimos tempos, uma mania nacional vem causando polêmica entre os passageiros de trens: o uso do telefone celular.


Segundo reportagem veiculada pela rede de TV NHK, os conservadores defendem o silêncio sagrado nos vagões, considerado uma espécie de extensão de sua sala de estar. Já os contestadores não querem perder tempo se podem ficar ligados com o mundo, mesmo que seja pela Internet ou para jogar games enquanto viajam nos denshas (trens).



Fonte: http://www.gojapan.com.br/21_Costumes.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário