terça-feira, 11 de setembro de 2012

Assédio, por Maria Tude


ASSÉDIO



Maria Tude é uma criatura magnífica, cujos pensamentos e textos utilizamo-nos no nosso grupo de terapia, com muita propriedade. Somos homens que ressurgiram das cinzas, que trabalham hoje a sua espiritualidade e caráter. Ela nos contribui e muito para a nossa retomada.
Roberto Vaz



            "Poucas coisas podem nos fazer ficar mais teimosos, fechados, defensivos, do que nos sentirmos assediados. Assédio é a tentativa invasiva, desrespeitosa, insistente, odiosa, de se tentar convencer o outro a aderir às suas idéias, aos seus desejos, às suas atitudes. É querer vencer pelo cansaço, subjugar pela conformação, pela desistência, pelo medo. Esse comportamento irritante pode se fazer sentir em quaisquer aspectos, no âmbito das relações: nas opiniões, nas paixões, nos gostos... enfim no direito de escolhas de cada um: assédio político, religioso, sexual..

            Os mais sufocantes assédios acontecem no âmbito da família. Em nome do amor e da “intimidade”, eu decido o que é melhor para mim, para o outro ou para nós. Assim disfarço o assédio e ainda manipulo o outro na relação, mostrando-me magoado, jogando culpa, distribuindo acusações de ingratidão, teimosia... acusando-o de me decepcionar.

O Assédio, essa tentativa insistente de violar o espaço, o tempo, as escolhas, do outro, revela uma incapacidade de se relacionar com as diferenças, revela uma imaturidade para lidar com a realidade quando ela frustra nossas expectativas irreais, revela uma imensa insensibilidade com os sentimentos e o direito à liberdade do outro. O Assédio disfarça uma arrogância insuportável ao se achar com as melhores escolhas e um egoísmo agressivo que acaba por tornar insustentável a relação.

É importante nos mantermos atentos para não aceitarmos sermos assediados e, também, para não nos tornarmos os que assediam!

Assédio, qualquer assédio, é a agressão contínua às livres escolhas, é o desrespeito que enjoa, irrita, afasta... Por isso, coloque-se, até sugira, mas jamais insista! Isto é Assédio!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário