quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Agroglifos em Santa Catarina


Extraterrestres? Aparição de Agroglifo em Ipuaçu-SC



.

O primeiro agroglifo brasileiro de 2012

  
foto do local
A formação acaba de surgir em Ipuaçu, sempre em Ipuaçu, pelo menos duas semanas antes do que se esperava. Leia texto completo.

ESTÁ INICIADA A TEMPORADA DOS AGROGLIFOS BRASILEIROS DE 2012

A. J. Gevaerd, editor da Revista UFO

Com pelo menos duas semanas de antecedência em relação à data em que normalmente surgem os agroglifos de Santa Catarina – nos últimos dias de outubro e primeiros dias de novembro –, a primeira formação no estado neste ano foi registrada na manhã deste sábado, 13 de outubro, por moradores da área rural de Ipuaçu, 520 quilômetros a oeste de Florianópolis, a capital. É uma figura belíssima e exótica.

 Pouco ainda se sabe sobre a nova formação, que tem um formato imensamente mais complexo e é significantemente maior do que os agroglifos dos anos anteriores. A figura que se encontrou hoje em uma colheita de trigo ainda verde, segundo relato de Marcelo Franzosi, morador da região, é um conjunto geométrico perfeito. O agroglifo é composto por um circulo maior de plantas dobradas em uma extremidade, com pelo menos 40 m de diâmetro, em volta do qual há nada menos do que 30 círculos menores dispostos como satélites, com as plantas em seu interior dobradas alternadamente em sentido horário e anti-horário.

Este conjunto se liga por meio de um “corredor” de plantas também dobradas a um outro conjunto de dois anéis concêntricos ao redor de outro círculo, menor do que o anterior. Ainda não foram feitas fotos aéreas da formação, nem análises das plantas e do solo, assim como nenhum ufólogo pode avaliá-la até o momento – o que a Equipe UFO espera fazer nos próximos dias com a visita ao local do arquiteto Antonio Fontenele, tradutor da Revista UFO.

Um fenômeno global
  
  

  Com este primeiro agroglifo de 2012, fica evidente que a temporada deste ano será intensa. O fenômeno vem se registrando no Brasil apenas desde 2008, apesar de ter surgido no planeta – concentrado na Inglaterra – há mais de três décadas e ter se espalhado por dezenas de países. Hoje já são contabilizadas mais de 12 formações autênticas em todo o globo, e somente algumas dúzias no Brasil. Aqui as figuras se repetem a cada ano sempre durante o período de duas a três semanas entre o final de outubro e o começo de novembro, sem que se saiba por quê.

Igualmente curioso é o fato de que o mistério tem endereço fixo para surgir, o oeste catarinense, precisamente a cidade e o entorno de Ipuaçu. Todos os agroglifos já registrados no país estão em plantações sempre de trigo e triticale da cidade e de municípios situados no máximo 30 quilômetros dela, deixando claro que a manifestação tem a ver com algo existente naquela localidade. Em nenhum outro local do Brasil o fenômeno teve registro até hoje.

  
O que se tem como certo é que tais formações são manifestações de inteligências superiores, não são produzidas por amassamento das plantas e sim por sua dobra de forma meticulosa e precisa, com o uso de alguma forma de energia desconhecida Elas inserem uma mensagem que precisa ser decifrada. A figura que se encontrou em Ipuaçu neste sábado, 13 de outubro, é uma obra verdadeiro caprichosa de autores desconhecidos, evidentemente não terrenos
 . 

Nenhum comentário:

Postar um comentário